terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Dulce de Banana



Ela está sozinha em seu quarto, diante do computador, com dor nas costas e com a cabeça cheia.

Escuta algo que soa ritmado e alegre ao fundo. Não sabe bem o que fazer. Caetano a leva embora por uns minutos.

Há um frasco com tampinha azul de Dolce & Gabanna. Dulce & Banana. Dulce de Banana.

E volta ao que estava fazendo, ou seja, tentando esvaziar a cabeça. Sente o peito aliviado e apertado ao mesmo tempo.

Escreve uma lista de coisas que tem que fazer. Escreve com força, marcando o papel. É hora de se concentrar, pensa. Concentrar em relaxar.

Complicado isso!

E, assim, fica horas. No seu microcosmo. Tentando se recuperar do fim-de-semana mais terapêutico (terapia de choque) dos últimos dois anos.

E sentindo o couro endurecer.

Tinha sido exposta a muita informação, ainda não lhe havia dado tempo digerir tudo aquilo.

Dulce... e que seja mais doce, pensava.

3 comentários:

Ju disse...

Boa digestão, amiga!
Esse micro-cosmos deve ser um só na verdade, porque você descreveu o meu também!
Beijos, te amo!

Giselle disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Giselle disse...

Lindo Eta! Percebi lendo os seus contos que você adora uma lista. hahah...Coisa nova que não sabia sobre você lindona...

Eu estou numa longa fase de dois anos fascinada pelas plantas e tirando mil fotos de todas elas, então você imagina a minha alegria em ver essa sua foto, com as cores lindas, com o foco sensível, com o corte inusitado que mostra umas coisas e esconde outras.

Foco sensível, quem não me conhece que me compre! hahah

Bjão saudoso!Te amo!