terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Descoberta


A minha história começa bem parecida a de tantas outras garotas: uma gravidez imprevista. Quando descobri que estava grávida quase tive um troço. Parecia que o meu mundo ia desabar. Eu sei que hoje soa meio exagerado, mas foi como me senti naquele momento, sozinha num hospital, diante de uma médica que me dava a “pior” notícia do mundo. Eu tinha ido fazer uma ecografia para ver se meus ovários estavam bem – sempre sofri muito de cólicas e nunca me convenci de que aquilo era normal. Pois bem, no meio do exame a médica virou o monitor pra mim e disse: Ta vendo isso aqui? É um saco gestacional.
Saco gestacional??? Como assim doutora? Você tem certeza de que não é mioma? Um cisto?

Sim, por mais incrível que pareça, eu perguntei isso a ela que, com um sinal negativo de cabeça, me informava de que eu não estava doente. Saí do hospital chorando como uma criança, soluçando. Eu me dirigi à farmácia mais próxima e, com as lágrimas rolando soltas, pedi um exame de gravidez desses de urina. O farmacêutico deve ter pensado que eu estava no meu quinto filho, tamanha era a choradeira. Fiz o exame de urina - você tem que fazer xixi num papelzinho e esperar cinco minutos até que apareça uma segunda linha vermelhinha no papel. No meu caso, a linha apareceu instantaneamente. Assustada, fiquei esperando pra ver se a linhazinha desaparecia do papel. Doce ilusão. Eu devia estar muito grávida mesmo! Mesmo assim não me convenci. Liguei pro médico e pedi pra ele deixar um pedido de exame de sangue com a recepcionista. Passei lá, peguei o pedido e fui pro laboratório. O resultado saiu à noite. Positivo. É, não tinha mais pra onde correr.
Eu havia descoberto que estava grávida antes mesmo da menstruação atrasar. Inacreditável! O que era para ser um simples exame de rotina havia se transformado numa caótica descoberta.
Bom, o fato é que, litros de lágrimas depois, me acalmei, respirei e aceitei. E o mais impressionante foi que, uma vez mudada a “chave”, comecei automaticamente a curtir o momento. Foi mais ou menos como “ah, ta bom. Vou ser mamãe? Então ta.... Viva! Vou ser mamãe!!!” .
Sem querer querendo, havia realizado meu sonho de ser mãe.

3 comentários:

Juliana disse...

Eu tô doida pra te ver gravida e feliz assim!!!

Ontem comprei meu primeiro presentinho pra Gigi!!! =)

Beijos, te amo muito!

Isaac Lourenço disse...

DEscoberta ilusitada! nunca mais tinha lido o teu blog. mas toda vez que leio, uma supresa!
www.vidacomplexa.wordpress.com

Mônica Padilha disse...

Eta, só fiquei sabendo hoje da sua gravidez. To meio sumida do mundo mesmo... Amei seus posts. Você deve estar uma grávida linda. Desejo tudo de bom pra vocês!

Beijinhos,
Cacá