segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Não é só no Brasil...




Não é só no Brasil que jovens são assassinados em porta de boate. Nem é só no Brasil que gente sem escrúpulos toca fogo em pessoas indefesas.

Esse fim de semana três seguranças de uma boate em zona rica de Madri mataram a pancadas um jovem de 18 anos.

Há aproximadamente um mês houve o julgamento dos três jovens (um deles menor de idade) que atearam fogo a uma indigente que dormia num caixa automático em Barcelona. Eles disseram que só queriam se divertir, não achavam que iam matá-la...

Acho que já ouvi essa ladainha antes.

Não quero justificar – de maneira nenhuma – as atrocidades que acontecem diariamente no Brasil. Até porque gente desequilibrada, violenta e cruel, não escolhe lugar pra nascer. O que talvez nos diferencie da Espanha, para dar o exemplo que conheço, seja a ineficiência de nosso sistema penal.

Me lembro que em 2006 houve uma polêmica em Brasília... Era porque os assassinos de Galdino, que dormiam na prisão mas podiam sair durante o dia, passavam as tardes passeando de carro e tomando cervejinha com os amigos.

Por aqui a coisa funciona diferente. Os incendiários (maiores de idade) foram condenados a dezessete anos de prisão, enquanto o menor foi condenado a oito anos em instituição penitenciária (pena máxima para menores de idade). Além disso, tiveram que pagar uma indenização de 46 mil euros à família da vítima e 26 mil euros ao banco La Caixa pelos danos do “incêndio”.

Seguramente não poderão sair de tarde pra tomar umas “cañas” y “tapas” com seus amigos...

Um comentário:

Ju disse...

Ai linda, que pena...
Direto eu começo a falar do Brasil aqui e fico meio triste. Porque tem umas coisas lá que são foda mesmo, e pra gente que é brasileira dói.
Mas aí vejo os problemas deles aqui, também, ouço... Cada um com seus problemas, mas que as vezes os do Brasil são foda demais, são.
(lei da faca? impunidade? violência? FOME? que porra é essa???)